Header Ads

Pioneiro, SBT não teve visão para o MMA, critica Vitor Belfort

Com o retorno do UFC ao Brasil, após cerca de uma década, o MMA terá um espaço praticamente inédito na TV aberta nacional. Costumeiramente transmitida em canais em pay-per-view ou na televisão por assinatura, a modalidade teve Vitor Belfort como o primeiro a conquistar esse espaço, ainda que mal aproveitado, há longínquos nove anos.

O ex-campeão teve uma única luta transmitida para todo o país, no SBT, em 2002, quando acabou derrotado por pontos pelo norte-americano Chuck Liddell, no UFC 37.5, em Las Vegas. E, segundo o carioca, faltou tino de negócios em um dos maiores empresários do Brasil para manter os investimentos no então chamado vale tudo.

“O Sílvio Santos não teve a visão de apoiar o MMA. Hoje o esporte cresceu tanto que só o futebol consegue arrecadar mais”, afirma Belfort, relembrando seu combate. Curiosamente, o SBT transmitiu apenas a luta de Belfort, deixando todo o resto da programação do evento de lado.
O investimento repentino no lutador teve um motivo muito especial: na mesma época ele foi uma das estrelas do reality show “Casa dos Artistas 2”, que foi ao ar de março a maio de 2002. Sexto eliminado, em abril, Belfort treinou por dois meses e em junho enfrentou Liddell, em rede nacional.

“Esporte nº 2 do Brasil”

Há oito anos, o UFC ainda engatinhava e estava longe de atingir a crescente popularidade vista nos últimos anos. E, mesmo fora do card do UFC Rio, Vitor Belfort comemora o retorno da modalidade ao país.
“Não será o único evento no Brasil, tenho certeza de que vou participar em breve. Estou feliz pelo esporte, pelos atletas”, explica o lutador, batendo em outro ponto de mudança no esporte.
“Hoje vejo o MMA como número 2 do Brasil, maior que o vôlei. Com certeza o UFC Rio vai abrir a cabeça das pessoas. Quem tem preconceito em relação ao nosso esporte vai rever suas ideais. Tenho certeza de que hoje os brasileiros amam o MMA”, diz Belfort.

UFC Rio? Fora do octógono

Vitor Belfort deve estar no Rio de Janeiro para a edição 134 do UFC, mas num papel bem diferente do que tem como lutador. O carioca negocia para ser comentarista.
Lutador, UFC e RedeTV! negociam para que o veterano assuma os comentários dos combates. Apesar da negociação estar adiantada, ainda não há confirmação oficial, pois falta às partes assinar o contrato para concretizar o acordo.

Nenhum comentário

Olá! Seja muito bem-vindo, nós já sabíamos, que você iria registrar seu comentário nesta informação. Para interagir é fácil. Redija seu comentário, em seguida marque uma das opções da caixa comentar como. Coloque seus dados eletrônicos, mas atenção nada de caracteres especiais (@, _ etc). Ok. Preencha os caracteres de verificação de pessoas reais, e aguarde nossa apuração.

Sua opinião é muito importante para a construção da sabedoria humana.

Atenciosamente - Editores Audiência de TV

Tecnologia do Blogger.