sexta-feira, 24 de junho de 2011

TV erra o foco e volta ao pior do passado

As emissoras de TV, de uma maneira geral, estão com as suas atenções voltadas para a Classe C, que representa hoje 53% da população brasileira. Mais que uma tendência, este é o foco quando se desenha ou há necessidade de ajustes nas grades de programação. A televisão não pode se comportar de outra maneira, nem se aventurar na contramão de tudo o que se pratica como negócio.
É preciso, no entanto, fazer um alerta contra o exagero. Se realizar pesquisas e saber exatamente o que o telespectador espera de cada emissora. A lei do menor esforço ou da comprovada falta de criatividade de alguns dos seus responsáveis, tem levado a maioria a apostar em formatos e noticiários policiais, além de outros de qualidade duvidosa.
Estão confundindo tudo ou simplesmente menosprezando a capacidade das pessoas. Investir numa fatia do mercado e através dela tirar vantagens comerciais é uma coisa, retroceder e tentar reinventar os tempos do "Povo na TV" é outra bem diferente. E o que se vê nos dias atuais, confusa e lamentavelmente, é uma perigosa volta ao que havia de pior no passado.

Flávio Ricco.

0 CLIQUE AQUI E COMENTE !:

Postar um comentário

Olá! Seja muito bem-vindo, nós já sabíamos, que você iria registrar seu comentário nesta informação. Para interagir é fácil. Redija seu comentário, em seguida marque uma das opções da caixa comentar como. Coloque seus dados eletrônicos, mas atenção nada de caracteres especiais (@, _ etc). Ok. Preencha os caracteres de verificação de pessoas reais, e aguarde nossa apuração.

Sua opinião é muito importante para a construção da sabedoria humana.

Atenciosamente - Editores Audiência de TV