domingo, 11 de setembro de 2011

Programas de saúde usam didática do mico na TV

KEILA JIMENEZ
COLUNISTA DA FOLHA
 
No palco, o apresentador chama um convidado para uma demonstração. O participante coloca as mãos em diferentes líquidos para testar suas consistências, sem saber do que se trata. "Parece massinha", diz. Gincana para crianças? Programa de ciências? Não, apenas mais um episódio de "E Aí, Doutor?" (Record), no caso, sobre corrimento vaginal.
Assim como o "Bem Estar", da Globo, o programa da Record trata de saúde com uma estranha didática. Nada de falar de doenças como arteriosclerose ou usar palavras grandes como eletroencefalograma.
O objetivo é tratar de temas do dia a dia. Enquanto o "E Aí, Doutor?" fala de chulé, menstruação e roncos, o "Bem Estar" ensina os espectadores a usar papel higiênico corretamente e informa que calcinhas fio-dental não fazem o bumbum cair. A abordagem tão eclética transforma os vídeos desses programas em hits no YouTube.
Mas será que os apresentadores/médicos não se constrangem? Não é um mico apresentar programas dançando --para ensinar o público a fortalecer os glúteos-- ou dizer que o corrimento vaginal com consistência de ricota é indício de problema de saúde? Eles dizem que não.
O doutor Antonio Sproesser, que comanda o programa da Record, diz que não passa vergonha. "Mesmo no consultório os pacientes às vezes não entendem o que o médico fala", conta. "Entender de saúde é muito sério, então procuro dar explicações da maneira mais didática possível."
A Globo foge da polêmica. Diz apenas que sua atração aposta "em um formato diferenciado em que o estúdio é ao vivo e utiliza formas simples para compreender o funcionamento do corpo".
Mas precisa realmente fazer um passo a passo de uma espinha estourada? Afinal, o nome do programa é "Bem Estar", não é?

0 CLIQUE AQUI E COMENTE !:

Postar um comentário

Olá! Seja muito bem-vindo, nós já sabíamos, que você iria registrar seu comentário nesta informação. Para interagir é fácil. Redija seu comentário, em seguida marque uma das opções da caixa comentar como. Coloque seus dados eletrônicos, mas atenção nada de caracteres especiais (@, _ etc). Ok. Preencha os caracteres de verificação de pessoas reais, e aguarde nossa apuração.

Sua opinião é muito importante para a construção da sabedoria humana.

Atenciosamente - Editores Audiência de TV