Header Ads

Band quer demitir Rafinha Bastos por justa causa

O apresentador e humorista Rafinha Bastos está em situação complicada na Band.

No "CQC" do dia 19 de setembro, Marcelo Tas comentou: "Que bonitinha que está a Wanessa Camargo grávida". Logo em seguida, Rafinha Bastos rebateu: “Eu comeria ela e o bebê”.

A frase causou indignação em muitas pessoas, entre elas Marcos Buaiz, marido da cantora, e Ronaldo, amigo e sócio dele na empresa "9ine".

O ex-jogador reclamou com a Band, que transmitiu ao humorista e também se mostrou contrária ao que ele falou.

Inclusive, a emissora cogitou demitir Rafinha. Só não fez isso porque o presidente Johnny Saad segurou e porque um diretor intermediou, dizendo que resolveria de forma mais séria.

Comenta-se nos bastidores da Band que na próxima polêmica o comediante será demitido por justa causa.

Diante da gravidade do caso, até mesmo seu parceiro de bancada no "Custe o que Custar", Marco Luque, enviou um comunicado ao portal UOL repudiando a frase: “Sobre a piada feita pelo Rafinha Bastos, no Programa CQC que foi ao ar no dia 19 de setembro, eu, como pai, entendo e apoio a revolta e a indignação do Marcus Buaiz, um homem que conheço e respeito. Se fizessem uma piada com este contexto sobre a minha família, certamente ficaria ofendido. Com certeza uma piada idiota e de muito mau gosto”.

Procurada pelo NaTelinha, a asessoria de imprensa da Band disse que a emissora ainda está avaliando o caso.

Além do "CQC", Rafinha Bastos comanda o programa "A Liga".

Nenhum comentário

Olá! Seja muito bem-vindo, nós já sabíamos, que você iria registrar seu comentário nesta informação. Para interagir é fácil. Redija seu comentário, em seguida marque uma das opções da caixa comentar como. Coloque seus dados eletrônicos, mas atenção nada de caracteres especiais (@, _ etc). Ok. Preencha os caracteres de verificação de pessoas reais, e aguarde nossa apuração.

Sua opinião é muito importante para a construção da sabedoria humana.

Atenciosamente - Editores Audiência de TV

Tecnologia do Blogger.