Header Ads

Record e Globo fazem até agora a melhor disputa do Pan

Maurício Stycer.

Dona dos direitos de transmissão dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, a Record se surpreendeu ao ver, no final de semana, imagens da cerimônia de abertura e do nadador Cesar Cielo em programas jornalísticos da Globo.

Como relatou o UOL Esporte, a Record partiu para o ataque e acusou a rival de pirataria. Horas depois, a Globo recoheceu que, de fato, cometeu um erro exibindo imagens sem autorização, mas culpou a agência Associated Press pelo engano.

Ainda na segunda-feira, à noite, em longa reportagem, o “Jornal da Record” descreveu o imbróglio, com termos ainda mais duros. “Bem diferente da Globo, a Record cumpre a lei”, acusou a emissora.

Em seguida, o espectador que assistia ao telejornal foi brindado com uma reprodução da reportagem do UOL Esporte que revelou a briga. A edição, porém, não deu crédito ao UOL e escondeu a logomarca do portal – uma atitude especialmente curiosa numa reportagem em que a Record se apresentou como vítima de apropriação de suas imagens pela Globo.

Em texto publicado na manhã desta terça-feira, tento analisar o que está por trás do confronto da Record com a Globo. Lembro que a emissora está lidando com uma grande dificuldade, a pressão de atletas e patrocinadores por mais visibilidade na TV.

A este respeito, recomendo ainda a leitura de uma entrevista que a equipe do UOL Esporte em Guadalajara fez com o superintendente do COB (Comitê Olímpico Brasileiro), Marcus Vinícius Freire. Destaco uma frase: “Não considero prejudicial (a exclusividade da Record). Faz parte do mercado ter mais players no negócio. Depois, temos de procurar os caminhos. Em todo problema, você arruma uma oportunidade”.

Aguardemos os próximos rounds da disputa.

A Rede Globo enviou cópias de documentos que mostram como foi orientada pela Associated Press a usar as imagens que recebeu.

3 comentários:

  1. essa tal globo ninguem gosta aquiii: ja ta na hora de trocar de canal.

    ResponderExcluir
  2. Não entendo o porque de tanta choradeira, se temos no Brasil uma emissora de TV aberta que detém sozinha os direitos dos Jogos Pan-americanos, e faz valer o que pagou por eles, sim , a Record consegue encaixar o PAN em 80% da grade (se não é isso é perto disso, eu que inventei esses dados, rsrsrsr) além de ter a Record News que também não para de exibir as competições de Guadalajara.

    Na verdade, mudei de idéia, eu até entendo o porque da choradeira….

    É que ver o PAN na Record não tem graça nenhuma,

    O Brasil queria mesmo é ver Tadeu Schmidt, Glenda, Tiago Leifert, etc.., no México, mostrado tudo sobre os Jogos.

    E pela noite, ver Willian Bonner na bancada do JN chamando Fátima Bernardes “ao vivo, direto de guadalajara….”

    Nossa, seria o fim da reclamação, felicidade geral da nação…

    Não, eu não estou exagerando; Nem sou fanático pela Globo.

    Mas o Brasil não está acostumado a ‘viver’ sem a Globo. Mesmo podendo acompanhar tudo pela Record, preferem ficar de olho na Globo pra ver o “pouquinho” que eles vão mostrar e pegar cada migalhinha pra depois reclamar…

    É… definitivamente, não querem ver o PAN, os telespectadores querem ver a Globo.

    ResponderExcluir
  3. A record não tem Knowhow pra transmitir grandes competições, nem contratando pessoal qualificado, não existe um processo maduro dentro da empresa pra isso, coisa que existe na Globo ha decadas.
    A transmissão da Record é fraca, sem brilho, e cheia de problemas tecnicos.

    ResponderExcluir

Olá! Seja muito bem-vindo, nós já sabíamos, que você iria registrar seu comentário nesta informação. Para interagir é fácil. Redija seu comentário, em seguida marque uma das opções da caixa comentar como. Coloque seus dados eletrônicos, mas atenção nada de caracteres especiais (@, _ etc). Ok. Preencha os caracteres de verificação de pessoas reais, e aguarde nossa apuração.

Sua opinião é muito importante para a construção da sabedoria humana.

Atenciosamente - Editores Audiência de TV

Tecnologia do Blogger.