Header Ads

Alexandre Frota produz delírio visual em paródia de "Batman e Robin"

 Mauricio Stycer.

Se alguém ainda tinha alguma dúvida, o especial “Uma Dupla Quase Dinâmica”, exibido na noite de quarta-feira, confirma que Alexandre Frota e o SBT foram feitos um para o outro.

Diretor de projetos especiais na emissora, Frota conseguiu levar adiante a ideia de transformar um quadro que apresenta em “A Praça É Nossa”, em parceria com Tuca Laranjeira, num programa com vida própria.

Escrito, dirigido e interpretado por ele mesmo, “Uma Dupla Quase Dinâmica” procurou fazer uma paródia de um programa que já era um escracho – o colorido seriado “Batman e Robin”, com Adam West e Burt Ward, exibido na televisão no final dos anos 60.

Como tantos outros produtos estrangeiros que o SBT copiou, plagiou ou recriou em seus 30 anos, “Uma Dupla Quase Dinâmica” descaracterizou os elementos principais do “Batman” original, sem perder, no entanto, contato com a fonte de inspiração.

A suspeita de que Batman e Robin formavam um casal gay no seriado da década de 60 virou deboche nas mãos de Frota. Dick Grayson, o menino-prodígio, virou Gayson, o menino-prestígio, adotado pelo Cavaleiro Negro, um homossexual rico e afetado.

O casal formado pelo “Sr. e Sra. Morcego”, como se apresentam, enfrenta crises de ciúmes no meio das batalhas contra os vilões de Night City – seres bizarros inspirados no Pinguim e seus asseclas. A Swat, enviada pelo Comissário Gordão, sempre erra o caminho e se perde em alguma balada gay da cidade.

A certa altura, o rubi gigante, objeto do desejo de todos, é roubado por um cangaceiro e a dupla quase dinâmica se vê obrigada a invadir Virgulinoland. Começa um tiroteio e Frota, também narrador da história, explica: “O bom nos nossos conflitos é que tem muito tiro, mas ninguém morre”.

Nada faz sentido no delírio de “Uma Dupla Quase Dinâmica” – um delírio, diga-se, visual, dramatúrgico e de interpretação que nenhuma outra emissora brasileira teria a coragem de mostrar. Dei muitas risadas durante o especial. Vida longa a Frota no SBT.

3 comentários:

  1. Não entendi, foi uma crítica ou um elogio!?

    ResponderExcluir
  2. É isso que precisa na TV brasileira: maior liberdade. Olha o que acontece com o Comédia MTV - é tudo bagunçado, com figurinos péssimos, alguns atores que também não interpretam bem mas mesmo assim até a falta de graça de algumas piadas se torna engraçada. Globo e Record deveriam se preocupar menos e ter mais criatividade assim...

    ResponderExcluir

Olá! Seja muito bem-vindo, nós já sabíamos, que você iria registrar seu comentário nesta informação. Para interagir é fácil. Redija seu comentário, em seguida marque uma das opções da caixa comentar como. Coloque seus dados eletrônicos, mas atenção nada de caracteres especiais (@, _ etc). Ok. Preencha os caracteres de verificação de pessoas reais, e aguarde nossa apuração.

Sua opinião é muito importante para a construção da sabedoria humana.

Atenciosamente - Editores Audiência de TV

Tecnologia do Blogger.