Header Ads

Longa duração das novelas provoca fuga para o cinema

FLÁVIO RICCO
Colaboração José Carlos Nery 


Amigos de Rodrigo Santoro dizem que o ator não tem mais vontade nenhuma de fazer uma novela inteira. Nem meia. Culpa principalmente o longo período de trabalho que se dedica ao gênero. Do momento do convite, passando pela preparação, laboratório, e rotina de gravações em estúdio e externas, lá se vão mais de um ano de trabalho. O formato, segundo comentário dele, cansa. Por isso decidiu priorizar o cinema, cujo esquema é bem diferente e possibilita outros voos.
Nem mesmo o mico em “As Panteras” - não teve direito a falas – o abalou. Santoro continuou investindo, tanto aqui como lá fora, e foi recompensado. Passou a ser nome internacional. Hoje, não precisa tanto da televisão. Até faz, mas apenas séries e programas especiais que possam ser resolvidos em pouco tempo de gravações. Pelas mesmas razões, Wagner Moura, após “Paraíso Tropical”, virou as costas para novelas e desde então não para de fazer cinema. O seu próximo passo, inclusive, será em Hollywood, como vilão no futurista “Elysium”.

Nenhum comentário

Olá! Seja muito bem-vindo, nós já sabíamos, que você iria registrar seu comentário nesta informação. Para interagir é fácil. Redija seu comentário, em seguida marque uma das opções da caixa comentar como. Coloque seus dados eletrônicos, mas atenção nada de caracteres especiais (@, _ etc). Ok. Preencha os caracteres de verificação de pessoas reais, e aguarde nossa apuração.

Sua opinião é muito importante para a construção da sabedoria humana.

Atenciosamente - Editores Audiência de TV

Tecnologia do Blogger.