sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Acordo do "Pânico" com a Band causa preocupação no "CQC"

 Mauricio Stycer.

Na produtora Eyeworks Cuatro Cabezas, onde é realizado o “CQC”, a notícia do acerto do “Pânico” com a Band causou espanto e, neste primeiro momento, preocupação. Para além dos ciúmes, na visão de quem faz o programa, a chegada do humorístico comandado por Emilio Surita enfraquece a atração apresentada por Marcelo Tas.

Tanto do ponto de vista comercial, quanto de conteúdo, há mais pontos de contato do que diferenças entre os dois programas, configurando concorrência.

Ambos costumam frequentar os mesmos eventos em busca de entrevistas engraçadas com celebridades, artistas e esportistas. É verdade que o “CQC” se diferencia pelo peso maior dado a assuntos que envolvem políticos, mas mesmo neste terreno o “Pânico” já andou se aventurando com o mesmo estilo zombeteiro.

O “Pânico” é exibido aos domingos, um dia antes do “CQC”. Na mesma emissora, não fará muito sentido os dois programas exibirem matérias feitas nos mesmos locais, com os mesmos personagens.

Outra preocupação dos “homens de preto” diz respeito ao fato de o “Pânico” ser uma atração muito mais popular, cuja audiência supera de longe a do “CQC”.

O principal nome da Eyeworks Cuatro Cabezas no Brasil, o argentino Diego Guebel, é hoje diretor-artistico da Band. A produtora é responsável por inúmeros programas e projetos na emissora paulista – além do “CQC”, “A Liga”, “Polícia 24 horas”, “Agora É Tarde”, “Mulheres Ricas” e o infantil de Marcelo Tas, que estreia em 2012.

Outros três argentinos trabalham na sede da produtora no Brasil, cuidando destes programas. O mais bem-sucedido, do ponto de vista comercial e de audiência, é justamente o “CQC”. Daí o estranhamento dentro da empresa com o acerto feito pela Band com o “Pânico”.

As arestas deverão ser aparadas nas próximas semanas. Já no domingo, 26, haverá uma oportunidade de ver como vão se comportar as equipes dos dois programas. “Pânico” e “CQC” estavam se preparando para enviar equipes a Los Angeles, para a cobertura do Oscar.

Um comentário:

  1. Acredito que pode ter sido um tiro no Pé por parte da Band.É óbvio que não faz sentindo conviver com dois programas tão distintos,e um depois do outro(em questão de dias).E todos nós sabemos que já houve algumas conversas da Cuatro Cabezas com a Record,e que o contrato deles acaba oficialmente no final deste ano,e que a Band desrespeitou alguns pedidos da Cuatro Cabezas como da permanência do Rafinha Bastos.Acredito que podemos ver mudanças ainda neste ano de emissora,por parte da Cuatro Cabezas,seria a salvação da Record e a decadência da Band,se caso os "Trunfos" dela todos saírem.Vamos ver no que isso vai dá...

    ResponderExcluir

Olá! Seja muito bem-vindo, nós já sabíamos, que você iria registrar seu comentário nesta informação. Para interagir é fácil. Redija seu comentário, em seguida marque uma das opções da caixa comentar como. Coloque seus dados eletrônicos, mas atenção nada de caracteres especiais (@, _ etc). Ok. Preencha os caracteres de verificação de pessoas reais, e aguarde nossa apuração.

Sua opinião é muito importante para a construção da sabedoria humana.

Atenciosamente - Editores Audiência de TV