Header Ads

É Tudo Verdade termina quase ignorado

O documentário é gênero cinematográfico escondido, oculto, ou melhor, dizendo ignorado. Nas TVs comerciais o seu espaço é nulo. Nos canais públicos até encontram aceitação, no entanto a audiência tímida de tais canais, ainda os deixa no anonimato. Embora possa ser visto, em muitas salas de cinema, existe por parte dos curadores, um pré-conceito, uma vez, que um filme comercial, é mais rentável ao espaço. Fora todas as mazelas, que nossos documentaristas encontram para produzir de forma tão primorosa, esta faceta das câmeras, o Brasil e a mídia em toda a sua extensão, praticamente ignorou o Festival É Tudo Verdade. Isto porque é a mostra mais importante de toda a América Latina. Fica, portanto a dica, aos canais Record News, que lida diretamente com a notícia, e precisa buscar uma identidade maior para com o seu público. A Rede TV!, que precisa endossar o prestígio comercial e a TV Gazeta, para dar um up no cardápio, tão centrando num mesmo esquema de atração. Nos demais canais dificilmente esta modalidade será aceita.

O júri internacional foi formado pela professora e pesquisadora norte-americanca Betsy A. Mclane, pelo cineasta e diretor de fotografia Cesar Charlone e pelo documentarista israelense radicado nos Estados Unidos Micha X. Peled.

O ADTV destaca agora os vencedores da 17° edição:

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL

Melhor Documentário Longa-Metragem
Planeta Caracol, de Seung-Jun Yi

Melhor Documentário Curta-Metragem
Vovós, de Afarin Eghbal

Menção Honrosa
Queríamos Explodir o Vasa, de Idji Maciel e Simon Moser

COMPETIÇÃO BRASILEIRA

Prêmio CPFL Energia É Tudo Verdade “Janela para o Contemporâneo” – Mr. Sganzerla – Os Signos da Luz, de Joel Pizzini
 
Melhor Documentário Curta-Metragem
Ser Tão Cinzento, de Henrique Dantas

Menção Honrosa
A Cidade, de Liliana Sulzbach

Prêmio Aquisição Canal Brasil de Incentivo ao Curta-Metragem
Melhor Documentário
A Cidade, de Liliana Sulzbach

Prêmio Abraccine
Melhor Longa / Média-Metragem Competição Brasileira
Mr. Sganzerla – Os Signos da Luz, de Joel Pizzini

Melhor Curta-Metragem Competição Brasileira
A Cidade, de Liliana Sulzbach

Prêmio ABD São Paulo de Melhor Curta-Metragem Brasileiro
Melhor Documentário
A Cidade, de Liliana Sulzbach

Menção Honrosa
Piove, Il Film Di Pio, de Thiago Brandimarte Mendonça

Nenhum comentário

Olá! Seja muito bem-vindo, nós já sabíamos, que você iria registrar seu comentário nesta informação. Para interagir é fácil. Redija seu comentário, em seguida marque uma das opções da caixa comentar como. Coloque seus dados eletrônicos, mas atenção nada de caracteres especiais (@, _ etc). Ok. Preencha os caracteres de verificação de pessoas reais, e aguarde nossa apuração.

Sua opinião é muito importante para a construção da sabedoria humana.

Atenciosamente - Editores Audiência de TV

Tecnologia do Blogger.